Visualizações

sábado, 12 de janeiro de 2019

Parâmetro Alvinegro na era de pontos corridos na série A



2010

A primeira passagem do Ceará na era pontos corridos na série A foi no ano de 2010. O Vozão entrou no campeonato com a base do acesso de 2009 e como um gigante do Nordeste que é surpreendeu a todos no início do campeonato daquele ano, chegando a liderar o brasileirão. Com uma base e um time bem compacto estava pronto para fazer história mais que a força do dinheiro falou mais alto, e o Vozão perdeu o técnico PC Gusmão para o Vasco da Gama, a partir de então o time acabou tendo uma enorme dificuldade de se encontrar de novo. Mais se reencontrou e fechou o campeonato em 12° uma campanha de 1° ano espetacular,r já que fazia 16 anos fora da elite do futebol.

2011

Na segunda passagem na era pontos corridos no ano de 2011 o Vovô de Porangabussu começou com um pouco de dificuldade perdendo a estréia do brasileirão dentro de casa para o Vasco, colocando o time misto em campo logo numa estréia não poderia ser diferente um tropeço. Mais que no final de turno o Vovô se encontrava bem.

O erro da queda de 2011 foi um deslize da diretoria por dispensar os dois craques que faziam a diferença naquele time, sem uma explicação convincente para a sua torcida o Vozão perderia Iarley e Geraldo,onde a partir de então o Vovô não se encontra mais na competição onde vinha bem. A queda foi inevitável, mesmo com o mais querido do Nordeste lutando com muita garra até o final.
Com a queda a série B o Alvinegro de Porangabussu passaria 6 longos anos com riscos reais de uma queda ainda maior para uma série C em 2015 mais que o Vovô usou de superação e de sua frieza de time grande de encarar situações difíceis e assim escaparia na última rodada de um decesso, a partir de então com um planejamento real e investimento na base do clube o Alvinegro mais querido do Nordeste retornaria a série  em 2018.

2018

O Brasileirão 2018 foi o 3º do Ceará na Série A por pontos corridos. O Vozão disputou esta edição com uma base do ano anterior, mais perdas graves de jogadores chaves do elenco durante o acesso, como o jogador Magno Alves dispensado pelo dirigente alvinegro e pelas perdas de Lima e Leandro Carvalho. Mais que o técnico Chamusca confiava no restante do time.

Com uma sequência inacreditável de derrotas e empates nas 12 primeiras rodadas o Vovô enfrentaria uma crise de enorme, por parte da impressa e de sua gigante torcida. Que chegaram a apostar que o Vovô já estaria rebaixado.

Com a saída de Chamusca e chegada de Jorginho o Vovô tentou respirar no campeonato  mais não conseguiu com três jogos que tinha assumido o Ceará o técnico abandonou o time num tom meio suspeito por ter recebido proposta do Vasco onde assumiria o time por conseguinte.  E para colocar o torcedor Alvinegro na lama o técnico Jorginho declarou a impressa local que o Ceará não tinha time, nem técnica e nem tática.

A preocupação era enorme, ai o dirigente Alvinegro enfim age com muita sabedoria e chama Lisca que já tinha tirado o Ceará da lama em 2015 na série B, mais agora teria um desafio maior dar alma a um time limitado para enfrentar a permanência na série A que por fim no final conseguiu.
Com a permanência do Ceará, na penúltima rodada de 2018, permitiu que o Ceará fizesse história num ano de muito contraste, onde o Vovô mais uma vez com sua frieza de time grande se superou e adquiriu respeito e admiração por toda a impressa do país.

Que este ano de 2019 seja um ano brilhante para o Alvinegro mais querido do Nordeste.

publicidade

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

CSC

Blogs Brasil