Arquivo C.S.C. - Alexandre Nepumoceno o zagueiro de ouro Alvinegro que recusou jogar no Santos de Pelé.

Se Destacou no Ceará ainda muito jovem com 16 anos nas categorias do infantil do Vozão

Natural do município de Aracati CE, nasceu em 26 de dezembro de 1934.
ídolo alvinegro nas décadas de 50 e 60, Alexandre Nepumoceno brilhou com a camisa do Ceará Sporting Club

Além de excelentes atuações em campo onde foi capitão do time do Ceará por 8 anos,  também foi o 3° jogador a vestir mais a camisa Alvinegra na história do clube com 447 partidas..
Tendo o Ceará como um único clube em toda sua carreira, Alexandre Nepumoceno  conquistou 5 títulos estaduais e um Norte - Nordeste, título cobiçadíssimo na época.

Se Destacou no Ceará ainda muito jovem com 16 anos nas categorias do infantil do CSC, sendo sempre muito alto, logo receberá um apelido carinhoso de "Filé de Gia", por não ter características do Nordeste, devido sua altura, onde a  fase adulta chegou a atingir 1,86 de altura.

Ivonísio Mosca de Carvalho treinador das categorias de base Alvinegra na época, logo viu destaque no jogador,devido a seu porte físico, temperamento e uma inteligência inquestionável dentro de campo a qual chamou sua atenção para o futuro do craque no CSC.

Devido seu pai Antônio Silvério não aceitar que Alexandre Napumoceno fosse jogador o craque teve que se afastar dos gramados por alguns meses, mas seu talento e amor pelo esporte falou mais alto.

O diretor Alvinegro vigente na época Altamir Espindola foi o intermediador responsável pela volta do craque ao  Ceará. Em uma de suas visitas a casa do craque, Alexandre Nepumoceno abriu o coração para sua mãe o amor de jogar futebol e que queria seguir em frente... Só restou sua genitora em prantos abençoar o caminho escolhido pelo filho.

Se Destacou no Ceará ainda muito jovem com 16 anos nas categorias do infantil do Vozão

O seu primeiro título só viria após três temporadas,  em 1957 após 6 anos de jejum para o  Ceará, um alívio para o craque que ia  chegando a maturidade  com 22 anos e que a partir de então sua história seria tão grandiosa que o imortalizara o craque no clube alvinegro como o maior zagueiro já visto no CSC.

Em 1958 com a contratação de Willians Pontes jogador que faria parceria com o craque Alexandre Nepumoceno... mudaria para sempre a história do craque no clube..

Ceará viveria uma época de ouro com muitos títulos. O bi-campeonato viria naquele ano de 58. Em 1959 o CSC perderia o estadual, mais o zagueiro Alexandre receberia uma proposta irrecusável para jogar no Santos de Pelé que já era campeão mundial de clubes.

Tudo aconteceu quando Ceará, Fortaleza e Ferroviário uniram forças num combinado seletivo do Fortaleza Sporting Club para derrotar o Santos que vinha da Europa arrasando os times de lá... vencendo o Barcelona em pleno Camp nou por 5 a 1. e em Valência Itália o super time Internacionalize de Milão por 7 a 1.

O jogo com o selecionado cearense criou um expectativa enorme no estado. O dia foi 18 de Julho de 1959 e o resultado foi 2 a 2, onde o craque Alexandre jogou uma partida espetacular, pois marcava Pelé, que viria a fazer o gol mais bonito da carreira contra o Juventus paulistano na rua Javari, após quinze dias do jogo contra selecionado cearense.

A diretoria Santista ficou deslumbrado com a atuação do craque alvinegro no selecionado cearense e logo lançou uma proposta irrecusável ao craque que recusou, por amor ao Ceará Sporting Club, o curioso nesta história, é que com sua recusa o Santos contrata o zagueiro do São Paulo, Mauro Ramos, homem de 4 copas do mundo (1950,1954,1958 e 1962 onde seria campeão no Chile), ou seja o zagueiro capitão era a primeira opção.

Escudo do Ceará

Em 1962 e 1963 seria bi-campeão estadual, em 1964 o craque encerrou a carreira em alto nível o Ceará Sporting Club fez uma campanha histórica, um 3° lugar na Taça Brasil atua Brasileirão tendo o alvinegro sido derrotado na semi-final pelo o Flamengo do RJ.

Aposentado treinou Ferroviário onde foi campeão em cima do Ceará em 1970, disse ele uma sensação estranha ganhar um título em cima do time que ele admirava bastante.

Em 1972 recebeu proposta do Fortaleza onde recebeu conta a história um saco de dinheiro onde o craque não dormiu a noite pensando que não podia treinar o rival pois tinha muito amor ao Ceará. Acordando decidiu cedinho desfazer o acordo.

Alexandre Napumoceno faleceu aos 82 anos por consequência de uma queda, deixou mulher, 5 filhos, netos, bisnetos e eternidade no Ceará Sporting Club por ter sido o zagueiro de ouro Alvinegro.

fonte: O povo

Postagens mais visitadas