Pular para o conteúdo principal

Vozão perdeu a batalha no 1° clássico rei depois da paralisação da pandemia

O Ceará entrou em campo na noite de 15 de Julho de 2020, para o Clássico Rei mais diferente da história dos dois clubes.

Era a sétima rodada da 2° fase, a última da parte final classificatória e a disputa da liderança na chave. 

Bem, foi o primeiro clássico dentro da pandemia, um jogo sem público e cheio de restrições para proteção de todos os atletas.

Logo no início, em respeito a mais de 7000 vítimas fatais do vírus, um minuto de silêncio no centro de campo.

No primeiro tempo o equilíbrio prevaleceu, lances  intensos,  jogadas rápidas e bem criativas de ambas as equipes, até que o Vozão num erro de marcação, num escanteio  bem cobrado do Fortaleza e do oportunismo  de Wellington Paulista, o adversário abriria o marcador.

Como torcedor fiquei apreensivo, pois o Ceará Vozão vinha bem e não acreditava no placar.

Logo em seguida o Ceará Sporting faria um gol de empate com Charles, mais o juiz anularia o gol que para mim foi legal.

Enfim, o primeiro tempo não mudaria mais o marcador. 

No segundo tempo o Vovô começaria até bem, mais logo se deixava-se envolver pelo seu adversário, devido a uma falta de preparação física e entrosamento, logo sofreria o segundo gol marcado por Yuri César.

Como torcedor, sofri um back grande, dois a zero era um placar considerável e o Vovô não vinha bem no segundo tempo.

Já no finalzinho o Ceará Sporting melhoraria um pouco e marcaria um gol de um cruzamento de Rick e que Bergson finalizou no fundo da rede, goooool do Ceará.

O Alvinegro tentaria ainda uma reação para um empate, mais não tinha mais tempo.

A derrota veio e serviu de lição para aquele jogo, que o Vozão precisa melhorar muito, segundo o ditado popular o Alvinegro perdeu uma batalha mais não a guerra.

O importante foi que o futebol assim como a vida tenta sobreviver a esta situação tão difícil vivida pelo mundo.

Escalações: 

Ceará

Fernando Prass, Samuel Xavier, Tiago Pagnussat, Eduardo Brock, Bruno Pacheco; Charles, Ricardinho, Vina, Felipe Silva; Lima, Rafael Sobis.

Fortaleza

Felipe Alves, Tinga (Gabriel Dias), Paulão, Quintero, Bruno Melo; Felipe, Juninho, Romarinho; David (Mariano Vázquez), Osvaldo, Wellington Paulista.

Fonte:Torcedores.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vozão bate seu maior Arco-rival e chega na final da Copa do Nordeste 2020

O Vozão na noite de 28 de julho de 2020, chegou a sua terceira final do Nordestão na década, só que desta vez com um sabor ainda mais especial, pois o Alvinegro de Porangabuçu venceu o seu maior rival da história, o Fortaleza e na semifinal da Copa do Nordeste. Com um jogo ditado pelo Vovô, o time tricolor ficou perdido em um nó tático imposto por Guto Ferreira, treinador do Ceará. O Ceará Vozão entrou em campo focado do que queria, e já nos primeiros minutos mostrava que o jogo ia ser duríssimo para o Leão do Pici. Uma parte da imprensa  apostava numa vitória fácil do time de Rogério Ceni, mais esqueceram de avisar ao Ceará que sempre cresce em decisões, e este jogo não foi diferente, o Vovô sabe que para vencer clássico, tem ter um algo mais, e isso o Mais Querido do Estado mostrou desde o início do jogo com muita garra, raça e disposição  misturado com a técnica e a inteligência dos jogadores que tem muita qualidade e a frieza que um time campeão tem que ter. No pri

Ceará estreia com derrota no Brasileirão 2020

A estréia do Alvinegro de Porangabuçu na noite de 08 de agosto de 2020, não foi das melhores, o Mais Querido perdeu por 3x2 para o Sport de Recife. Mesmo com portões fechados devido a pandemia, o Vovô jogou fora de casa e sentiu bastante dificuldade no jogo.

Vozão bate o Fortaleza e pula para a ponta da tabela na Série A 2020

Vozão entrou em campo na noite de 02 de Setembro de 2020 e venceu o Fortaleza, partida válida pela 7° rodada da Série A. Na etapa inicial o jogo foi disputado no meio campo, onde o Alvinegro jogou praticamente no erro do adversário. Já o Fortaleza com uma posse de bola incrível, pensou que na hora certa iria marcar o gol, até que surgiu o momento, mais a incompetência do ataque tricolor não funcionou.  Já o Vovô bem postado em campo e com uma estratégia perfeita marcou o primeiro gol e único do jogo aos 43'  em uma jogada criada por Cléber, que após ter sofrido um empurrão de Carlão toca a bola para Fernando Sobral que passa ela para Charles em uma velocidade incrível, cruza a pelota quase sem campo nos pés de Vina que não desperdiçou.... Gooooooolllllll do Vozão !!!!!!!!!!! A alegria foi intensa tanto para os jogadores, como para o torcedor do Vozão, que via o time dar um pulo na tabela de classificação e para completar vencia seu maior rival da história. A